Sensibilidade Dentária: Causas e formas de tratamento

18 Março, 2020
Sensibilidade Dentária: Causas e Forma de Tratamento

A prevenção da sensibilidade dentária passa pela manutenção de uma boa saúde oral.

A sensibilidade dentária é bastante comum, quer devido a uma má higiene oral, quer devido a um desgaste (natural ou não) dos dentes. Existem casos ligeiros e temporários em que a sensibilidade é tolerável e pode desaparecer facilmente e existem casos mais dolorosos que provocam uma dor forte e contínua, provocando desconforto físico e psicológico.

Quando os dentes se encontram sensíveis, quatro estímulos podem suscitar dores fortes:

  • Um estímulo frio, que pode inclusive ser provocado pelo ar que respiramos.
  • Um estímulo quente que pode ser desencadeado ao ingerir alimentos e bebidas quentes.
  • Um estímulo químico,  proveniente de alimentos ácidos e doces.
  • E, por fim, um estímulo mecânico, que ocorre quando a pessoa, por exemplo, escova os dentes.

Smile.up dá a conhecer as causas da sensibilidade dentária, bem como medidas de prevenção e tratamentos para ajudar no alívio das dores.

Causas da sensibilidade dentária

A sensibilidade nos dentes surge quando a camada interna do dente (dentina) fica exposta, quer por desgaste do esmalte, quer por uma retração gengival, revelando os seus micro-túbulos. Estes permitem o acesso aos canais que atravessam a dentina até ao centro do dente onde se encontra o nervo. Desta forma, quando come ou bebe algo frio, quente, doce ou ácido, estes estímulos podem atravessar os canais e estimular o nervo, provocando uma dor breve ou aguda, dependendo do nível de sensibilidade dos dentes.

Fatores de risco

  • Escovar os dentes com muita pressão ou com uma escova de dente com cerdas duras.
  • Cárie dentária junto à margem gengival.
  • Dentes ou restaurações fraturadas.
  • Ranger os dentes.
  • Produtos branqueadores.
  • Uso prolongado de alguns tipos de elixires que contêm ácidos e álcool.
  • Consumo frequente de bebidas e alimentos ácidos.
  • Doença periodontal, deterioração ou lesão física do dente

Determinados tratamentos dentários, como a destartarização, colocação de restaurações ou coroas e branqueamentos também podem causar sensibilidade. Contudo, é uma sensibilidade temporária que tende a desaparecer espontaneamente após um curto período de tempo.

Prevenção

Uma higiene oral adequada é a chave para impedir que a gengiva sofra retração e cause dor nos dentes. A escovagem dos dentes deve ser feita três vezes ao dia para prevenir uma doença periodontal. Deve escovar lentamente durante, pelo menos, dois minutos, com uma escova de cerdas macias para não ferir a gengiva e desgastar os dentes. Não esquecer de usar o fio dentário!

Utilize uma pasta de dentes pouco abrasiva, como são as pastas dentífricas branqueadoras e antitártaro. Use produtos com flúor que ajudam a reforçar o esmalte dentário, prevenindo o desgaste.

Evite o consumo de alimentos e bebidas ácidas. Se consumir, não lave os dentes logo de seguida.

Por fim, existem pastas dentífricas e cremes dentários que promovem um alívio da sensibilidade dentária, ajudando a proteger os dentes. Caso as dores persistam, não se esqueça de visitar o seu médico dentista que, mediante uma análise, pode ajudar a prevenir e identificar possíveis problemas orais.

As clínicas dentárias Smile.up estão atualmente em Serviços Mínimos. Recorra às nossas Clínicas apenas em casos urgentes e inadiáveis: situações de dor, infeção ou traumatismos.

Use o site ou telefone (Linha Smile.up 800 100 222) para resolver outros assuntos ou esclarecer alguma dúvida.

Veja também